quinta-feira, novembro 08, 2007

Dicas do Pires

Que vergonheira!

4 comentários:

Josué Brock de Almeida disse...

Tomei a liberdade de copiar para cá o comentário feito pelo gremista JORGE VIEIRA no blog gremioacimadetudo. Pena que não posso colocar como matéria principal. Vai aqui mesmo como comentário:

Caros Gremistas!
Penso que devemos ser cautelosos nesse pantanoso terreno, mas que deve ser enfrentado. Quando da eleição para presidente, quando votei no Preis e não me arrependo, fiquei chocado com a aparato do Sr. Odone, montou um trator e o oponente ficou igual a um ingênuo estudante secundarista.
Quer dizer, de um lado um profissional da política de outro um alemão duro de cintura e acusado de ser obinista. Era só olhar o cenário e ver quem seria o vencedor, como efetivamente foi. O Preis não tinha a mínima chance.
Na eleição do conselho, mais recentemente, o modelito trator se repetiu e o domínio do Grêmio quase foi alcançado.De onde vieram os recursos para movimentar essa máquina? Foi uma coleta entre amigos/gremistas desinteressados, tentando viabilizar uma idéia? Por que o Imortal vira, de uma hora para outra, um palco de exibicionismo político, inclusive com o resgate do trágico Britto? E se eleições estiverem contaminada o que vai acontecer? Não sou ingênuo. Onde tem grana rolando tem interesses, assim para desvendar esses mistérios, devemos expressar nossa inconformidade com a pouca transparência.
O assunto da arena é por demais sério para ser tratado entre quatro paredes. A torcida não pode ser tratada como elemento neutro nesse jogo.Faço uma apelo a que os interventores deste debate não se coloquem como anônimos. Isso tira a legitimidade das discussões.
Precisamos discutir a luz do dia, com respeito e medindo as palavras.
Ou como dizem os profissionais da política: NA POLÍTICA.
Saudações tricolores

Jorge Vieira

Jeremias disse...

O Jorge tem razão. Já tinha acontecido antes. Em 2000, consideradas as práticas normais, o Preis estava com a eleição ganha. Daí o esquema corrupto/corruptor cooptou um grupo de conselheiros e virou a eleição. Germano, Maciel etc. no meio. Até empregos deram...
O mesmo esquema corrupto/corruptor funcionou na cooptação na eleição de 2000. Perguntem pro subordinado do Maciel o que ele estava fazendo quando recebeu um telefonema do chefe...

Jeremias disse...

Eleição de 2004. Essa à qual se referiu o Vieira. Até veículos da Banquet e outras estavam a distribuir comida para a militância da dita candidatura. Cada um pode imaginar a grana que foi gasta.
Com que objetivo...

Jeremias disse...

Esse mesmo esquemão corrupto/ corruptor estava por trás da candidatura Luiz Carlos/Sérgio na última eleição.