domingo, dezembro 02, 2007

Arena Gremista: os dois projetos


O projeto da parte superior é da empresa Norberto Odebrecht. Propõe-se a construir no Bairro Humaitá, área entre a free-way e a Br 116, na altura da estação Anchieta do Trensurb. Acesso, atualmente pela Avenida AJ Renner. Prazo de entrega: 36 meses.
O projeto da parte inferior é de um consórcio liderado pelas empresas TBZ/OAS para o terreno onde atualmente se localiza o Estádio Olímpico, Bairro Azenha. Promete entregar em 24 meses.
Ao contrário da manchete de Zero Hora, de hoje, não há nenhum terreno do Estado previsto para essa área do Humaitá, projeto Odebrecht. O terreno do Estado fica próximo e serviria para outras finalidades que não a construção da Arena.

Um comentário:

Jos Trombetas disse...

Pela leitura do quem é quem identifica-se, claramente, a utilização de planejamento estratégico e a valorização da governança corporativa. Bom que o Grêmio esteja tendo contato com essa realidade empresarial para arejar algumas mentalidades atrasadas e reacionárias e invejosamente preconceituosas.