domingo, fevereiro 08, 2009

PREJUDICADO MAIS UMA VEZ

Mais uma vez o Grêmio foi decisivamente prejudicado pela arbitragem. Desta vez, como faz sempre, pela arbitragem do Sr. Simon.


GOL LEGÍTIMO DE JONAS.

Nem com o defensor vermelho se adiantando conseguiu deixar Jonas impedido. Mas a arbitragem anulou o gol.

O Grêmio jogou MUITO melhor do que o adversário. No entanto, em alguns lances como no segundo gol, o de Nilmar, mostrou uma bisonhice inaceitável do início ao final do lance.

Primeira infantilidade: o chute rasteiro frontal na cobrança da falta com os zagueiros do Grêmio, todos na área do adversário. Contra-ataque entregue de bandeja CONTRA TODOS OS MAIS ELEMENTARES PRINCÍPIOS.

Segunda infantilidade: retaguarda insuficiente em número de jogadores.

Terceira infantilidade: Adilson tinha de ter feito falta em Nilmar. O gol é infinitamente mais prejudicial (decisisvamente como no caso) do que uma expulsão.

Alguns velhos e bons princípios precisam ser relembrados e reensinados. e novamente praticados. Um deles: qualquer ataque tem de terminar, necessariamente, ou em gol eu em bola pela linha de fundo.

Nenhuma dessas infantilidades absolve a arbitragem. São questões completamente independentes.

Outra coisa: JONAS É TITULAR!




6 comentários:

Rodrigo disse...

Teve o gol anulado mas o Réver era pra ter sido espulso ...

O Grêmio foi melhor, perdeu num lance de contra-ataque. Não sei porque esse choro de mau perdedor igual o Fernando-foi-peladado sempre faz.

Anônimo disse...

Um erro de arbitragem clamoroso tirou a vitória do Grêmio no Gre-Nal.

Estava empatado o jogo em 1 a 1 quando Jonas foi lançado em posição absolutamente legal, ficou sozinho e marcou um gol válido que foi anulado incompetentemente pelo bandeira Marcelo Barison.

Quem foi que disse que arbitragem não decide jogo? Decide até campeonato.

O Grêmio foi garfeado ontem pela arbitragem.

Perdeu um jogo em que foi melhor que o adversário.

Vai continuar bandeirando assim caolhamente este desastrado auxiliar?

Mas é evidente que o Grêmio tinha de ter sido dominante no primeiro tempo: tinha seis homens no meio-campo e monopolizou o setor.

Mas uma equipe de futebol não pode ser dona das ações somente em um setor do campo: tem de ser uma equipe equilibrada.

E o Grêmio só ficou com o time equilibrado no segundo tempo, com a entrada de Jonas no ataque.

Jonas fez dois gols, um anulado miseravelmente pelo bandeira.

Sem ataque no primeiro tempo, de nada valeu a predominância gremista na meia-cancha.

O Grêmio assim foi também derrotado pela falta de ambição de Celso Roth.

Paulo Santana em ZH

San Tell d'Euskadi disse...

Acabo de ver o lance. Não havia jogadores insuficientes na retaguarda. O Internacional tinha 3 jogadores fora da área; dois, na barreira, sendo um deles o Taison. O lance foi todo mérito deles.

Sobre o Futebol Carioca disse...

muito bom o seu blog, afim de fazer parceria.
trocar de links?
muito bom!

heliopaz disse...

Amigos,

Proponho um excelente e agilíssimo forum de discussão no qual cada um poderá deixar o seu recado:

http://heliopaz.wordpress.com/2009/02/11/gremio-debate-em-video-no-seesmic/

[]'s,
Hélio

heliopaz disse...

Amigos,

Proponho um excelente e agilíssimo forum de discussão no qual cada um poderá deixar o seu recado:

http://heliopaz.wordpress.com/2009/02/11/gremio-debate-em-video-no-seesmic/

[]'s,
Hélio